Tendências em Marketing Digital para começar a planejar 2018

Roberto Cabrera

Co-founder & CEO Keep.i

11 · out · 2017

O ano de 2018 promete grandes revoluções para quem trabalha com Marketing Digital. Sua definitiva absorção nos processos como premissa na captação de negócios trouxe para as empresas mais do que agilidade, mas também maturidade para evoluírem com mais intensidade aos próximos passos da transformação digital.

Neste artigo, junto algumas das principais tendências que, acredito, farão a diferença para marcas em 2018.

 

Previsão 1: Personalização

A personalização através do uso de dados relevantes tornou-se uma das importantes considerações da campanha de vendas e marketing.

Em um nível prático, muitos sites dinâmicos, com automação de marketing inteligente, substituíram o conteúdo antigo do site estático. (De acordo com o Smart Insights Improving Engagement Report, 2018, a inserção de conteúdo dinâmico será usada por 4 em cada 10 profissionais de marketing)

 

Previsão 2: Marketing Pansexual

As novas diretrizes cobram das marcas diferentes padrões para substituir papéis e características estereotipadas de gênero.

No final de 2018, marcas introduzirão campanhas de marketing mais neutras em termos de gênero e apresentarão slogans e hashtags progressivos voltados para reforçar a liberdade de gênero.

 

Previsão 3: Brand Stories – Conteúdo Genuíno

Espere uma mudança mais nítida para o vídeo ao vivo. Na corrida para garantir a credibilidade com o público, em 2018, muitas marcas terão como objetivo ser mais agradáveis ​​através do envolvimento de vídeos ao vivo via canais de redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram e Snapchat.

Um conteúdo genuíno gera reciprocidade e comprometimento do usuário. Na mesma linha de raciocínio, espera-se que as marcas B2B produzam cópias de comprimento mais longas, com exemplos de “vida real relevante”, contrapondo o “bombardeio corporativo”.

 

Previsão 4: Micro-momentos

Em 2015, o Google defendeu o apelo de micro-momentos que fornecem conteúdo relevante em tempo real. Embora muitas marcas tenham adotado a abordagem, a pressão implacável sobre os departamentos de marketing para expulsar mais e mais conteúdo, em muitos casos, diluiu sua eficácia. Tudo indica que em 2018, as organizações aprimorarão ainda mais o gerenciamento de micro-momentos em termos de freqüência e profundidade de suporte ao cliente e campanhas de experiência em diferentes dispositivos.

 

Previsão 5:  Aplicativos de Mensagens

No próximo ano, os aplicativos de mensageria desempenharão um papel ainda maior nas interações cotidianas. Os millennials entendem que a conexão instantânea e de tempo relativamente segura, atende as exigências de transparência e colaboração. As empresas também dependerão constantemente da mensagem social como uma ferramenta de comunicação direta imediata.

Olhando além de 2018, eventualmente, o Facebook poderá integrar completamente a WhatsApp (que possui desde 2014) em uma nova e emocionante rotação do seu serviço.

 

Previsão 6: O Fim do Pop-up

Gradualmente, os pop-ups serão substituídos por propagandas nativas mais sensíveis ao dispositivo cruzado. Esse novo formato é agradável e transparente, já que os usuários apreciam conteúdos com patrocínios relevantes. Com o objetivo de ter campanhas projetadas para minimizar a interrupção da experiência do usuário, 2018 está no caminho para ser o ano mais bem-sucedido da publicidade nativa.

 
Fontes de Pesquisa

1. Interbrands Best Global Brands 2017

2. Smart Insights

3. Digital Marketing Institute